Entenda as diferenças entre o sabonete convencional, sabonete de glicerina e sabonete natural

Entenda as diferenças entre o sabonete convencional, sabonete de glicerina e sabonete natural

Quais são as diferenças entre os sabonetes convencionais e sabonetes artesanais? E os sabonetes de glicerina, são realmente bons para a pele? Por que sabonete natural (de verdade) é tão mais caro?

Essas são algumas dúvidas que ouvimos por aí com frequência em relação aos sabonetes. Para responder a essas perguntas, vou explicar com detalhes as principais características dos tipos de sabonete disponíveis para compra hoje, incluindo o processo de fabricação, sua composição e como atuam na nossa pele.

O sabonete convencional

Podemos pensar que saímos ganhando quando economizamos dinheiro comprando um sabonete comum no supermercado, gastando apenas R$ 1,99. Mas aqui, vale a pena se questionar: como um produto que passamos na pele pode ser tão barato?

A verdade é que o que se compra no supermercado não é exatamente um sabonete, é um “detergente sintético”, geralmente feito à base de sebo animal, sem a preciosa glicerina, que foi retirada para ser vendida para a indústria cosmética, alimentícia, química ou farmacêutica. O que sobra é uma massa sem a parte hidratante, onde se acrescenta fragrância e corantes sintéticos, além dos conservantes como os parabenos.

O sabonete comercial é ótimo para lavar louça e roupas, mas não para a sua pele. Culpa do fabricante de sabonete? Não. O sebo animal não custa quase nada, às vezes é de graça, por ser um subproduto da indústria da carne. Misturado com água e soda cáustica, produz glicerina, um liquido âmbar brilhante, rico, muito precioso para a indústria química.

Esse sabonete retira toda a proteção da sua pele, deixando-a aberta a bactérias e micróbios, causa coceira, alergia, dermatite, descamações… Usar esse tipo de sabonete pode até parecer barato à primeira vista, mas a pequena fortuna gasta com cremes, dermatologista, mais cremes dermatológicos também tem que entrar nessa mesma conta.

Sabonete de glicerina

Ainda na gôndola do supermercado, temos outra opção, os sabonetes de glicerina. Resultado de uma grande evolução da indústria química, o sabonete de glicerina possui transparência, que é provocada por uma espécie de suspensão do estado líquido. Alguns componentes da massa do sabonete de glicerina, como açúcar, glicerina e álcool, agem como retardadores de cristalização. Desse modo, o sabonete esfria e endurece, sem perder a transparência. Por esse motivo, o sabonete de glicerina é considerado um produto nobre, e de boa qualidade.

O sabonete de glicerina é excelente para a pele, se não for acrescido de conservantes sintéticos como BHT (potencial carcinogênico), e outros ingredientes como propilenoglicol (pode causar alergias e irritações na pele), corantes e essências sintéticas. Infelizmente, esse não é o caso dos sabonetes de glicerina das grandes marcas. Ainda assim, é uma escolha melhor do que outros sabonetes comerciais, pois é acrescido de glicerina, e normalmente tem base 100% vegetal (usa-se óleo de palma no lugar do sebo animal).

Sabonetes naturais e artesanais

Os sabonetes artesanais, por sua vez, são feitos a partir da reação química entre gordura e soda cáustica (ou potassa cáustica, no caso do sabonete líquido), resultando em sabão e glicerina. A glicerina é naturalmente formada no processo de saponificação, e por isso, não precisa ser adicionada. Se a reação foi bem feita, bem calculada, no final a soda cáustica desaparece. O sabão formado limpa a pele, enquanto a glicerina a mantém hidratada. A gordura utilizada é uma mistura de manteigas vegetais e óleos nobres, como óleo de oliva, palma, coco babaçu, palmiste, manteiga de karité, buriti, óleo de abacate, de neem… As possibilidades são infinitas. O sabão artesanal, além da glicerina, leva ainda uma dose extra dessas manteigas ou óleos para aumentar o efeito hidratante da sua pele. Não é acrescido nenhum conservante, corante ou essência sintética (sempre ler os ingredientes!).

Para colorir esses sabonetes, usa-se ingredientes como argilas, carvão vegetal, especiarias em pó como páprica, canela, cravo, cacau, cúrcuma, flores como calêndula, açaí em pó… Esses ingredientes não trazem apenas cor, como também muitas vitaminas e nutrientes para a pele. Para aromatizar, utiliza-se os óleos essenciais, substâncias aromáticas extraídas das plantas. O óleo essencial pode ser considerado a energia vital da planta, e por isso, tem poderes terapêuticos sobre o corpo físico, mental e emocional. Seu aroma no sabonete, portanto, provoca bem estar físico e psicológico.

Por fim, esse sabonete, por ser rico em óleos em manteigas vegetais, necessita de um antioxidante para evitar que o produto oxide rapidamente. Para isso, usa-se a vitamina E pura e/ou a oleoresina de alecrim, que além de aumentarem o tempo de prateleira do produto, contribuem para deixar a pele radiante e renovada.

A diferença entre esses tipos de sabonete está, portanto, no cuidado da escolha de cada ingrediente de sua composição. Se a pessoa, ou a empresa, tem o cuidado de selecionar apenas ingredientes verdadeiros, sem o objetivo de baratear a produção ou de atingir determinada cor ou consistência para o produto, o resultado será um sabonete verdadeiramente benéfico para a pele, que deixará a nossa pele sedosa e macia, sem a necessidade de usar hidratantes caríssimos. Mais que isso, o produto não causará problemas para a nossa saúde e não poluirá o meio ambiente com substâncias que não existem na natureza. Talvez seja um produto mais caro à primeira vista, mas nossa pele, nossa saúde e a natureza não terão que pagar por isso.

 

Referências

Apostila “Princípios Básicos da Saboaria Natural”, por Beth Bacchini. Disponível em: www.santosabao.com.br

Apostila “Saponificação a Quente e Sabão Transparente”, por Beth Bacchini. Disponível em: www.santosabao.com.br

Avatar of Daniella Kakazu
Engenheira Química pela UFSCar, com pós graduação em Sustentabilidade pela Universidade da California em Los Angeles. Logo depois que terminou sua pós, começou a empreender na Jaci. Fez cursos de saboaria natural no Santo Sabão, se formou como aromaterapeuta pela Aromaflora e é certificada em Advanced Organic Skincare Science pela Formula Botanica.
Post criado 40

29 comentários em “Entenda as diferenças entre o sabonete convencional, sabonete de glicerina e sabonete natural

  1. Muito bom saber de tudo isso, estou aprendendo muita coisa aqui no blog… Mais tenho uma duvida. Tem como fazer um sabonete liquido 100{d472cbc9b4e5b7840d5104aea9a3b0a6f44f9dfecef370459faa46ba60659749} artesanal sem nenhum tipo de substâncias que faça mal a pele?

    1. Oi Jessica! Fico feliz que os posts estejam sendo úteis 🙂
      Sim, tem como fazer sabonete líquido natural. Basta saponificar os óleos com potassa cáustica no lugar da soda, depois diluir a pasta de sabão formada em água, formando o sabonete líquido. Da pra fazer também ralando o sabonete sólido, derretendo e diluindo em água também.
      Uma outra forma também seria utilizar tensoativos prontos misturados em água, derivados de plantas (claro que neste caso a fórmula pode ser mais complexa). Alguns tensoativos suaves e aceitos em cosmética natural são: coco glucoside, lauryl glucoside, decyl glucoside, extrato de yucca… felizmente, há cada vez mais opções Naturais no mercado 🙂

    1. Oi! Sim, o lauril sulfato de sódio é um surfactante bastante agressivo. Ele retira a proteção natural da pele. Então pode causar ressecamento excessivo e agravar outros problemas de pele como dermatites, psoríase, etc.

  2. Fiz o curso de vcs da Namu e adorei! Quero começar a fazer os peodutinhos logo!! 😀 só uma duvida, é possível fazer sabonetes de glicerina naturais e veganos?
    Obrigada!!

    1. Oi Livia! Que bom que você gostou <3
      Sim, é perfeitamente possível! No curso não ensinamos o de glicerina, mas é o mesmo princípio: só escolher óleos vegetais puros e não usar nenhum ingrediente sintético. A diferença é que no sabonete de glicerina vai outras matérias primas, como álcool, açúcar e ácido esteárico. E o processo de produção é um pouquinho diferente.
      O ácido esteárico pode ser tanto de origem animal quanto de origem vegetal, por isso precisa ter cuidado com esse ingrediente.

  3. Boa noite, Daniella

    Você teria alguma marca de sabonete de glicerina para me indicar? Todos que achei tem lauril sulfato de sódio.

    Grata

    1. Oi Aline,
      Tem inúmeros artesãos que fazem sabonetes 100% naturais. Pra mim, os artesanais são os melhores. Algumas marcas daqui de SP: Juni Lab, Saboaria Pompeia, Soapy, Natural do Barbosa, Frez, Fefa Pimenta… Mas vale você procurar marcas artesanais que fiquem perto de você!
      Das marcas maiores, tem: Cativa Natureza, Almanati, Elemento Mineral… Você encontra no site beleza do campo!
      Em breve vamos lançar sabonetes também 😉

  4. ADorei!
    E oq vc acha sobre o dove? Quais sabOneteS voce gosta ou Considera “menos pior” desses conhecidos?
    Obg

    1. Oi Luiza!
      Sim, de fato o dove é bem menos pior dentre os mais conhecidos, pois não possui sulfatos agressivos, sebo animal e nenhum conservante terrível. Mas ainda assim possui ingredientes polêmicos como tetrasodium edta, fragrância e propyleno glycol, que não são aceitos na cosmética natural e orgânica.
      Acredito que o dove e os glicerinados da granado e phebo também, mas ainda assim o dove é ligeiramente melhor por não ter conservante. Todos os outros costumam ter.

  5. Bom dia, sou farmacêutica e gostei muito das suas dicas.gostaria de me escrever em cursos para aperfeiçoamento de técnicas para preparação de sabonetes pois,estou me preparando para abrir uma empresa de fabricação de sabonetes artesanais e naturais. Vc pode me ajudar ??

    1. Oi Mara, tudo bem?
      Nós temos um curso online na plataforma do Namu, onde ensinamos a fazer cosméticos naturais e veganos.
      Lá ensinamos também o sabonete cold process e o hot process <3 Confira neste link: http://bit.ly/2Wx4XlL
      Mas se você quiser e pra você fizer mais sentido que o curso, oferecemos consultorias nessa parte de fabricação industrial e formulação.
      Se quiser falar conosco sobre isso, nos colocamos à disposição. Pode nos ligar no número (11)943969222.
      Um beijo!

  6. Boa noite, muito interessante sua postagem. o que você acha dos sabonetes phebo, da granado?

    1. Oi João, que bom que gostou! Então, pelo que eu saiba, alguns sabonetes da phebo tem até o lauril sulfato de sódio, que é um surfactante bem agressivo… Tem também os sequestrantes à base de EDTA, que são substâncias que se acumulam no corpo, além das fragrâncias sintéticas. Então, no meu ponto de vista, acho que não é um produto tão diferenciado assim.

  7. atualmente eu tenho usado bastante os sabonetes da phebo e da dove. estava pesquisando os preços de alguns sabonetes artesanais nos sites das empresas de um comentário que você citou e achei caro demais. :/
    o uso de sabonete artesanal/natural, faz dispensar o uso de hidratante corporal?
    os sabonetes de glicerina é facilmente encontrado nos supermercados? nunca tinha reparado nesses detalhes, assim que for no supermercado irei olhar cada sabonete detalhadamente.

    1. Oi Vinicius! De fato, é outro preço pois é realmente outro produto mesmo. Não tem nem comparação, sabe?
      Primeiro, isso de precisar usar menos hidratante acontece mesmo. E as alergias e problemas de pele também começam a desaparecer.
      Pra nós que estamos acostumados a vida inteira a gastar R$ 2 em um sabonete, pagar 10x mais assusta mesmo. Te entendo completamente!
      Mas eu vejo que essa questão do preço é muito relativa, sabe? O sabão do mercado é barato, mas a que custo? Quem paga por isso?
      Quem paga é a nossa pele, a nossa saúde e o meio ambiente. Pra nós é difícil mensurar esse custo, pois ele não está embutido no preço que pagamos pelo produto. Mas deveria estar, pois as químicas usadas nos sabões são realmente agressivas e se acumulam no nosso corpo, e com o tempo, poderemos desenvolver problemas de saúde…
      O sabão natural, por outro lado, além de ser nutritivo, é terapêutico também. Os óleos essenciais que compõem o aroma nos trazem bem estar de verdade. São moléculas que penetram no nosso corpo, vão para a corrente sanguínea e atuam em nossos órgãos. Elas também atuam em nosso sistema límbico, que é responsável pelas nossas emoções. Ou seja, atuam a nível biológico e emocional no nosso corpo. Então eu vejo que é muito mais que um produto para se banhar – é um produto que nos proporciona momentos de autocuidado, bem estar e saúde. E do outro lado, falando dos produtos do mercado, tem os produtos que nos causam alergias, problemas de pele, problemas crônicos…
      Eu vejo que na verdade são os sabões do mercado que são baratos demais, sabe? Se é tão barato assim, sinto que tem algo de errado.
      No mercado tem os de glicerina da granado e phebo. Infelizmente, não tem nenhum cuja composição eu aprovo :/ sempre tem um ingrediente ou outro que é nocivo para a saúde. Ainda temos muito o que caminhar nesse sentido.

  8. As pastas de de fazem muito mal por causa do fluor, sabe se existe alguma marca no mercado que seja barata, mas menos agressiva? Sei que tem todo um discurso sobre saude e q o barato sai caro no futuro, mas ganho menos que um salario minimo e ta fora de cogitaçao eu gastar caro em sabonetes, shampoos e pastas de dente… nao eXiste uma marca conhecida de mercaDo que seja a menos pior? Pf preciso muito da sua resposta 🙁

    1. Procure pela marca Boni Natural ou Love Beauty and Planet 🙂 Tem desodorante, shampoo e condicionador, pasta de dente… Dos sabonetes, os menos piores são granado e dove. Esses sabonetes não são bons e nem perfeitos em termos de formulação e embalagem, mas são menos piores que os outros.

  9. sabe se existe alguma marca no mercado que seja barata, mas menos agressiva? Sei que tem todo um discurso sobre saude e q o barato sai caro no futuro, mas ganho menos que um salario minimo e ta fora de cogitaçao eu gastar caro em sabonetes, shampoos e pastas de dente… nao eXiste uma marca conhecida de mercaDo que seja a menos pior? Pf preciso muito da sua resposta 🙁

    1. Oi Lucas! Claro, entendo que é complicado. A marca boni natural é bem interessante! Tem em vários mercados e e-commerces, e tem preço acessível. Não é perfeita em termos de formulação e embalagem, mas tem um preço bem amigo!

  10. Muito obrigado pela sua resposta, Estou realmente muito grato. Desculpa a Replica nos comentarios É que meu celular trava muito. 😊

  11. OLÁ, VOU COMEÇAR A PRODUZIR SABONETES ARTESANAIS, ESTOU LENDO BASTANTE PARA APRENDER SOBRE OS PRODUTOS. gOSTARIA DE SABER O QUE POSSO ADD NO LUGAR DO LAURIL?

    ATT,

    1. Oi, Lara! Que alegria saber que teremos mais uma saboeira no mundo! Hahaha..
      O legal de fazer sabonetes naturais é que você não precisa colocar nada no lugar do lauril. Só de você fazer a reação dos óleos e manteigas com a soda, ele gera sabão e glicerina, sem precisar adicionar mais nada.
      O lauril é normalmente utilizado para aumentar a espuma do sabonete, mas você vai ver que não será necessário colocá-lo ao fazer os seus sabonetes. Basta na hora de formular, escolher alguns óleos que fazem um sabão com bastante espuma.
      Você pode fazer um curso de saboaria natural para te ajudar mais com o assunto! Existem muitos no mercado. Conhecemos bem o do Santo Sabão, que é onde a Dani fez o dela e adorou.
      Boa sorte na sua trajetória e se pudermos ajudar, estamos aqui! 🙂

  12. Nossa, muito bacana e didático o artigo.
    Tenho procurado alternativas para vários produtos industrializados e sabonete é o alvo do momento.
    Conheci o Blog agora e vou me aprofundar em suas postagens.
    Parabenizo e agradeço a sua gentileza, educação e conhecimento nas respostas dos comentários.
    Desejo todo sucesso e prosperidade.
    Vamos nos falar mais vezes.
    Obrigado.

    1. Oi Wagner, tudo bem? Desculpe pela demora em responder.
      Feliz que você gostou das informações! Qualquer coisa é só falar 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo