Conheça as substâncias nos cosméticos ligadas ao câncer de mama

Conheça as substâncias nos cosméticos ligadas ao câncer de mama

Adaptado de Breast Cancer Fund

Ontem, dia 7 de abril, escrevi aqui sobre a necessidade de prestarmos atenção aos produtos e alimentos que consumimos que, por conterem inúmeras substâncias químicas e tóxicas, impactam e muito a nossa saúde de forma silenciosa.

cancerdemama2
Foto: Além do Cabelo

Aproveitando que hoje, dia 8 de abril, é o Dia Mundial de Combate ao Câncer, queria mostrar para vocês quais são as substâncias presentes nos cosméticos que estão ligadas ao câncer de mama, e como essas substâncias agem em nosso corpo. No Brasil, infelizmente, a ANVISA permite por lei a utilização dessas substâncias em cosméticos. A única maneira de evitar nossa exposição é conhecer essas substâncias, ler os rótulos e evitar todos os produtos que contenham alguma delas.

 

 

FTALATOS

Os ftalatos são um grupo de disruptores endócrinos, usados nos cosméticos para dar brilho e fixar cor em esmaltes, além de aumentar a durabilidade de pergumes; em hidratantes spray de cabelo, sabonetes líquidos, antitranspirantes, desodorantes, condicionadores e xampus, os ftalatos dão aquele aspecto líquido ou de cremosidade. Nas embalagens dos produtos, raramente há a descrição literal “ftalato”. Os nomes mais comuns listados são phthalates, dibutylphthalate (DBP), dimethylphthalate (DMP), diethylphthalate (DEP). Podem até aparecer os nomes em português também: butila, benzila, dibutila, diciclohexila, dietila, diisodecila, di-2-etilexila e dioctila. A exposição aos ftalatos está ligada a puberdade precoce feminina, além de ser um fator de risco para o câncer de mama. Alguns ftalatos também possuem uma baixa atividade estrogênica.

TRICLOSAN

Presente em produtos como sabonetes, pasta de dente, desodorantes e sabonetes bactericidas, sendo utilizada como bactericida. Essa substância, que é classificada como um pesticida, pode afetar o sistema hormonal do corpo – especialmente os hormônios da tireóide – e pode alterar o desenvolvimento dos seios. O uso indiscriminado de produtos com triclosan pode aumentar a resistência bacteriana, podendo desregular o sistema de defesa do corpo humano.

1,4-DIOXANO

Cosméticos como xampus, medicamentos e produtos de limpeza podem conter substâncias que carregam o 1,4-dioxano, são elas: polietilenos glicois (polyethylene glycols – PEGs), polietilenos (polyethylene), polioxietileno (polyoxyethylene) e ceteareth, sendo os nomes em itálico a forma como aparecem nos rótulos. O composto é considerado pela IARC como possivelmente carcinogênico para seres humanos.

PARABENOS

Grupo de compostos utilizados como antifúngico, preservativo e antimicrobiano presente em cremes, loções, pomadas, desodorantes, xampus e muitos outros. São absorvidos pela pele, e já foram identificados em amostras de biópsia de tumores de câncer de mama. Além disso, o parabeno interfere no sistema endócrino de humanos e animais – ele possui uma atividade estrogênica – por conta disso ele é considerado um disruptor endócrino.

ALUMÍNIO

Os derivados do alumínio são encontrados em inúmeros desodorantes e determinadas maquiagens. Nos desodorantes, o alumínio é responsável por conter o suor e impedi-lo de sair, deixando as axilas mais secas. Segundo o site Cancer.gov, alguns estudos sugerem que os compostos à base de alumínio podem ser absorvidos pela pele e atuar como mimetizadores de estrogênio (ou seja, eles agem como estrogênio no organismo). Em excesso, o estrogênio está ligado, dentre outras coisas, ao aparecimento de cancro nas células mamárias, o que pode levar ao câncer.

1,3-BUTADIENO

Cremes depilatórios, protetor solar em spray, bases para o rosto são alguns dos produtos que podem estar contaminados com o 1,3-butadieno, que é considerado um carcinogênico. A exposição ocorre através da inalação da substância.
Em suma, são muitas substâncias a serem evitadas. Evidentemente, é uma tarefa difícil ter em mente todos esses nomes complicadíssimos e procurá-los em uma lista gigantesca de ingredientes pouco familiares a nós, em cada produto que compramos. Uma alternativa simples é repensar e reavaliar a nossa necessidade de compra. Afinal, quantas maquiagens e produtinhos que compramos por impulso e acabam abandonados na penteadeira? A indústria cosmética muitas vezes nos seduz e nos faz pensar que precisamos de seus produtos (muitas vezes inúteis) para ficarmos mais bonitas. Mas isso pode custar até mesmo a nossa saúde… Por isso, se não dispensa alguns produtinhos em sua rotina de beleza, procure cosméticos naturais que respeitem a natureza de seu corpo.

REFERÊNCIAS

eCycle. “Conheça as principais substâncias que devem ser evitadas nos cosméticos e produtos de higiene”. Disponível em: http://www.ecycle.com.br/component/content/article/63/2180-substancias-cosmeticos-produtos-higiene-quimicos-nocivos-evitar-triclosan-formaldeido-parabenos-triclocarban-alcatrao-carvao-hulha-cocamida-dea-bha-bht-chumbo-fragrancia-tolueno-oxibenzona-acido-borico-liberadores-dioxina-lauril-sulfato-de-sodio-fluor.html

Ferrari, Nyle. “De olho nos desodorantes: triclosan e alumínio”. Disponível em: https://lookaholic.wordpress.com/2012/08/30/de-olho-nos-desodorantes-triclosan-e-aluminio/

Avatar of Daniella Kakazu
Engenheira Química pela UFSCar, com pós graduação em Sustentabilidade pela Universidade da California em Los Angeles. Logo depois que terminou sua pós, começou a empreender na Jaci. Fez cursos de saboaria natural no Santo Sabão, se formou como aromaterapeuta pela Aromaflora e é certificada em Advanced Organic Skincare Science pela Formula Botanica.
Post criado 40

3 comentários em “Conheça as substâncias nos cosméticos ligadas ao câncer de mama

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo